CHAMADA DOSSIÊ: RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA

06-06-2020

Em meados dos anos 2000, a recorrente crítica direcionada a forma de organização dos estágios curriculares obrigatórios dos cursos de licenciaturas no Brasil acompanhou o despontar da ideia de “residência” para a formação de professores para a educação básica, tendo como marco o  Projeto de Lei do Senado no. 227/2007, que visava a instituir a residência educacional a professores da educação básica, indicando mudanças na LDB 9394/96. Hoje se verificam várias iniciativas pontuais cujas propostas se direcionam tanto para os processos de formação inicial como de formação continuada de professores e que possuem como elemento comum a formação mais próxima do campo de trabalho do professor – a escola.
No entanto, a maioria dessas iniciativas são pouco conhecidas e estudos sobre essa temática ainda são em número muito pequeno. 

A proposta de um Dossiê, com essa temática, visa a reunir alguns estudos de forma a conhecer as inúmeras iniciativas em desenvolvimento no Brasil e em alguns países da América Latina e compreender como são elaboradas, desenvolvidas e avaliadas frente aos desafios contemporâneos para a formação de professores.

Para orientar a publicação dos estudos e pesquisa organizamos as seguintes temáticas:
Residência Pedagógica e formação inicial de professores;
Residência pedagógica e formação continuada de professores;
Residência Pedagógica e políticas públicas de formação de professores;
Residência Pedagógica e educação básica
Residência Pedagógica e bases epistemológicas para a formação de professores
Residência Pedagógica e a unidade teoria e prática na formação de professores
Residência Pedagógica em experiências internacionais

Organizadora: Profa. Dra. Magali Aparecida Silvestre (UNIFESP/ANPEd)

Prazo para submissão: 30 de setembro de 2020.
Publicação: dezembro de 2020.