A formação no ensino superior: Quais trajetórias de formação têm os professores que formam professores para a escola básica?

Autores

  • Rejane Cavalheiro Universidade Federal de Santa Maria-RS
  • Silvia Aguiar Isaia UFSM/UNIFRA
  • Doris Pires Vargas Bolzan Metodologia do Ensino no Centro de Educação – UFSM.
Abstract views: 662 / PDF downloads: 314

Palavras-chave:

Concepções de Formação, Docência Superior, Trajetória de Formação de Professores

Resumo

A pesquisa na qual o presente artigo se fundamenta insere-se na Linha de Pesquisa: Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional do PPGE/UFSM e volta-se para o estudo das Trajetórias de Formação dos Professores que atuam nos cursos de Pedagogia da UFSM. Seu objetivo é investigar a trajetória de formação que esses sujeitos vêm construindo e qual a repercussão da mesma na formação de futuros professores de educação infantil e anos iniciais. Os docentes participantes, a partir de suas trajetórias formativas, indicam a necessidade do saber lidar com as incertezas inerentes à docência, alicerçados em um lastro teórico-prático que lhes permita dar conta das encruzilhadas desse caminho pontilhado de obstáculos, mas, contudo, prenhe de realizações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAHAM, A. (Org.). El enseñante es También una Persona. Barcelona: Gedisa, 1986.

ABRAHAM, A. El mundo interior de los enseñantes. Barcelona: Gedisa, 1987.

ALARCÃO, Isabel. Formação continuada como instrumento de profissionalização docente. In: VEIGA, Ilma Passos A. (Org.). Caminhos da profissionalização do magistério. 3. ed. Campinas: Papirus, 2004. p. 99-122.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições Setenta, 1994.

BEHRES, Marilda Aparecida. Formação continuada dos professores e a prática pedagógica. Curitiba: Champagnat, 1996.

BAUER, Martin W.; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto: imagem e som, um manual prático. Tradução de Pedrinho Guareschi. Petrópolis: Vozes, 2002.

BOLZAN, Doris Pires Vargas. Formação de professores: compartilhando e reconstruindo conhecimentos. Porto Alegre: Mediação, 2002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais.Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/96.

BRZEZINSKI, I.; GARRIDO, E. Análise dos trabalhos do GT de formação dos professores que revelam as pesquisas do período de 1992-1998. Revista Brasileira de Educação, set.-dez. 2001.

BRZEZINSKI, I. Pedagogia, pedagogos e formação de professores: busca e movimento. 5. ed. Campinas: Papirus, 2004.

CAVACO, M. H. Ofício do professor: o tempo e as mudanças. In: NÓVOA, A. (Org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1991.

COOK,T. D.; REICHARDT, Ch. S. Métodos cualitativos y cuantitativos en investigación evaluativo. Facultad de Filisofia y Ciencias de la Educación, Universidad Complutense. Madrid: Ediciones Morata S.A., 1986.

DEMO, Pedro. Formação permanente de formadores – educar pela pesquisa. In: MENEZES, L. (Org.). Professores: formação e profissão. Campinas: Autores Associados/NUPES, 1996.

ESCOTET, M. A. Universidad y Devenir. Buenos Aires: Lugar Editorial, [s.d.].

ESTATUTO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Adaptado de acordo com a Lei nº 9.394/96, Diretrizes e Bases da Educação Nacional, D.O. 30/04/2001, p. 21.

ESTRELA, Maria Tereza. (Org.) Viver e construir a profissão docente. Porto: Porto Editora, 1997.

GARCIA, Carlos Marcelo. Desenvolvimento profissional de professores. São Paulo: Atlas, 1999.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Miniaurélio Século XXI Escolar: o minidicionário da língua portuguesa. Aurélio Buarque de Holanda Ferreira; coordenação de edição Margarida dos Anjos, Marina Baird Ferreira; lexicografia Margarida dos Anjos…[et.al.]. 4. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

GAUTHIER, Clermont. Por uma teoria da Pedagogia. Pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: Ed. Ijuí, 1998.

HAYMAN, John L. Investigación y educación. Ed. Paidós Ibérica, S. A.; Barcelona, 1991.

HUBERMAN, Michel. Os ciclos de vida pessoal e profissional. [s.d.].

ISAIA, Silvia. O professor universitário no contexto de suas trajetórias como pessoa e como profissional. In: MOROSINI, M. (Org.). Professor do ensino superior. Identidade, docência e formação. Brasília: Plano, 2000.

ISAIA, Silvia. O professor do ensino superior: tramas na tessitura. In: MOROSINI, M. Enciclopédia de Pedagogia Universitária. Porto Alegre: FAPERGS/RIES, 2003a.

ISAIA, Silvia. Professores de licenciatura: concepções de docência. In: MOROSINI, M. Enciclopédia de Pedagogia Universitária. Porto Alegre: FAPERGS/RIES, 2003b.

ISAIA, Silvia. Palestra “Desafios para a Docência Superior”. In: SIMPÓSIO DE DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR, INEP, 2006. Anais…

ISAIA, Silvia; BOLZAN, Doris. Tessituras dos processos formativos de professores que atuam nas licenciaturas. 2006. In: Oswaldo Alonso Rays. (Org.). Educação matemática e física: subsídios para a prática pedagógica. 01 ed. Santa Maria: Editora Unifra, 2006, v. 01, p. 69-86.

ISAIA, Silvia; CUNHA, M. I. (Coord.). Formação docente e educação superior. In: MOROSINI, M. (Org.). Enciclopédia de Pedagogia Universitária, Brasília: INEP, 2006. v. II: Glossário.

IRION, Plauta Carolina. Cronologia do processo de instalação dos cursos de graduação na Universidade Federal de Santa Maria. UFSM, 1960-1985. Santa Maria: UFSM, 1986.

LAROSA, J. et al. Dejáme que te cuente. Ensaios sobre narrativa y educación. Barcelona: Laertes, 1995.

LEITE, D.; MOROSINI, M. (Org.). Universidade futurante. Campinas: Papirus, 1997.

LEVINSON, D. Hacia una concepción del curso de la vida adulta. In: LOUREIRO, C. A docência como profissão. Portugal: ASA, 2002.

LUDKE, M. André; DALMAZO, M. E. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACIEL, Lizete Shizue Bomura; SHIGUNOV NETO, Alexandre (Org.). Formação de professores: presente, passado e futuro. São Paulo: Cortez, 2004.

MARCELO, Carlos. Introdución a la formación del professorado. Teorias y métodos. Sevilha: Universidad de Sevilha, 1989.

MARCELO, Carlos. Formación del profesorado para el cambio educativo. Barcelona: EUB, 1999.

MARCELO, Carlos. (Org.). Desarrollo professional e iniciación a la enseñanza. Barcelona: PPU, 1995.

MASETTO, Marcos. (Org.). Docência na universidade. Campinas: Papirus, 2000.

MIZUKAMI, M. G. Docência, trajetórias pessoais e desenvolvimento profissional. In: REALI, A. M.; MIZUKAMI, M. G. (Org.). Formação de professores – práticas pedagógicas e escola. São Carlos: EDUFSCar, 1996.

MIZUKAMI, M. G. Escola e aprendizagem da docência: processos de investigação e formação. São Carlos: EdUFSCar, 2002.MIZUKAMI, M. G. Aprendizagem profissional da docência: saberes, contextos e práticas. São Carlos: EdUFSCar, 2003.

MIZUKAMI, M. G.; REALI, Aline Maria de Medeiros Rodrigues (Org). Formação de professores. Tendências atuais. São Carlos: EDUFSCar, 1996.

MORAES, Roque. Uma experiência de pesquisa coletiva: introdução à análise de conteúdo. In: GRILLO, M.; MEDEIROS, M. (Org.). A construção do conhecimento e sua mediação metodológica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1998. p. 111-129.

NÓVOA, António (Org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1991.

NÓVOA, António. Os professores e a profissão. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000.

NÓVOA, António (Org.). Organizações escolares em análise. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

OLIVEIRA, Valeska F. Verbete: Professoralidade. In: MOROSINI, M. (Org.). Enciclopédia de Pedagogia. Porto Alegre: FAPERGS/RIES, 2003. p. 383.

ORTEGA Y GASSET, J. Obras completas. 7. ed. Madrid: Ediciones de la Revista del Ocidente, 1970. v. 5.

PIMENTA, Selma Garrido (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. C. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez, 2002.

RIOS, Terezinha Azerêdo. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2001.

SACRISTÁN, J. Gimeno; PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino.Tradução de Ernani F. da Fonseca Rosa. 4. ed. Porto Alegre: ArtMed,1998.

SCHÖN, Donald. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Projeto Político Pedagógico dos Cursos de Pedagogia. CE/UFSM.

VAZQUEZ, Adolfo S. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

WITTROCK, Merlin C. La Investigación de la enseñanza, II´Métodos cualitativos y de observación. Barcelona: Ed. Paidós Ibérica S. A., 1986.

ZABALZA, M. O ensino universitário: seus cenários e seus protagonistas. Porto Alegre: ARTMED, 2004.

Downloads

Publicado

2010-12-18

Como Citar

CAVALHEIRO, R.; ISAIA, S. A.; BOLZAN, D. P. V. A formação no ensino superior: Quais trajetórias de formação têm os professores que formam professores para a escola básica?. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 50–65, 2010. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/18. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)