Universidade e Escola Básica: Formação inicial e continuada de professores que ensinam matemática em espaços colaborativos

Autores

  • Mercedes Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.31639/rbpfp.v9i16.162
Abstract views: 652 / PDF downloads: 479

Palavras-chave:

Trabalho colaborativo, ensino da matemática, grupo

Resumo

Este artigo é sobre o projeto em rede Observatório da Educação, núcleo Universidade Federal de Alagoas. Durante o período de 2013 a 2016 a universidade desenvolveu trabalho colaborativo com duas escolas esta-duais de educação básica, em Maceió. O grupo contou com a participação de três estudantes da licenciatura em matemática, três pedagogas: gestora, coordenadora e professora do 5º ano do ensino fundamental, uma professora de matemática e uma doutoranda. Durante este período a pedagoga, docente no 5º ano do ensino fundamental e a professora de matemática trabalharam em parceria objetivando favorecer a aprendizagem matemática dos alunos. Também foram desenvolvidas oficinas pedagógicas para os professores das escolas e oficinas de reforço para os alunos do 9º ano do ensino fundamental e médio. A experiência se mostrou profícua para todo o grupo que buscou entender o cotidiano escolar e buscar soluções possíveis para os problemas reais da aprendizagem escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
 PlumX Metrics

Referências

ALBERTONI, M H. B. Professores em tempos de mudança resenha In: Revista Brasileira de Educação 1999, Set/Out/Nov/Dez nº12 http://www.anped.org.br/rbe/rbedigital/rbde12/rbde12_resenhas/rbde12_resenhas_02_os_professores_em_ tempos_de_mudanca.pdf acesso dia 29 de novembro de 2013.

Carvalho, M. O ensino da Matemática nos cursos de Pedagogia. A formação do professor polivalente. São Paulo, 2009. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – PUC-SP.

Cunha, M. I da; ZANCHET, B M B. A. Desenvolvimento profissional docente e saberes da educação superior: movimentos e tensões no espaço acadêmico. In: Revista Brasileira de Pesquisa em Formação Docente. Belo Horizonte, v. 06, n. 11, p. 11-22, ago./dez. 2014. Disponível em http://formacaodocente.autenticaeditora.com. br. Acesso em 20 de agosto de 2016.

Fiorenti, D. Learning and professional de development of the mathematics teacher in research communities. In: Sisyphus - Journal of Education. Lisboa. Instituto de Educação, UL. 2013. p.153-181

Fiorentini, D. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, Marcelo de Carvalho; Araújo, Jussara de Loiola. Pesquisa qualitativa em Educação Matmeática. 3ª ed. Belo Horizonte. Autêntica. 2010.

Fiorentini, D.; Castro, F. C. de. Tornando-se professor de Matemática: o caso de Allan em prática de ensino e estágio supervisionado. In: FIORENTINI, D. (Org.). Formação de professores de Matemática: explorando novos caminhos com outros olhares. Campinas: Mercado das Letras, 2003.

Fullan, M.; Hargreaves, A. A escola como organização aprendente: buscando uma educação de qualidade. 2ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas. 2000.

González, E. G. Análisis de la presencia de los principios de sostenibilidad en propuestas metodológicas universitarias. Estudio de propuestas concretas en la Universidad de Cádiz. Tese de doutorado. (Didáctica de las Ciencias Experimentales)

Espanha. Universidad de Cadiz.2016. Disponível em: http://ensciencias.uab.es/thesis/view/36 Acesso em julho de 2016.

HArgreaves, A. Os professores em tempos de mudanças. O Trabalho e a Cultura dos Professores na Idade Pós-Moderna. Alfragide, Portugal: McGraw-Hill. 1998.

Ibiapina, I. M. L. de M. Pesquisa colaborativa: investigação, formação e produção de conhecimentos. Brasília: Liber Livros. 2008.

Imbernón, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6a ed. São Paulo: Cortez. 2006.

Lins, A.F.; Pereira, P.S; Carvalho, M. Colaborative research work project with teachers who teach mathematics at basic level education in the north east and center east brazilian state schools. In: anais... 13º International Congress on Mathematic Education. Hamburg, july 2016 (in press).

Menezes Correia, J. L. Investigar para ensinar matemática: Contributos de um projecto de Investigação colaborativa para o desenvolvimento profissional de professores. Dissertação de doutorado: Universidade de Lisboa. 2004

Nóvoa, Antônio (1995). O passado e o presente dos professores. In: Nóvoa, Antônio (org.). Profissão profes-sor. Porto: Porto Editora. (2 ª edição).

Ponte, J. P. da. A formação do professor de Matemática: passado, presente e futuro, 2005. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/3169/1/05-Ponte%20%28Conf%20P-Abrantes%29.pdf>. Acesso em: 20 maio 2015.

_________; MATA-PEREIRA, J.; QUARESMA, M.; VELEZ, I. Formação de professores do 1.º e 2.º ciclos: articulando contextos de formação e de prática. In: PONTE, J. P. da. Práticas profissionais dos professores de Matemática. Lisboa: Universidade de Lisboa – Instituto de Educação, 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2015.

Resolução n. 2/2015 – Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Disponível em: http://portal. mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=17719-res-cne-cp-002-03072015&cate-gory_slug=julho-2015-pdf&Itemid=30192. Acesso setembro de 2015.

SANDALO, P., LINS, Abigail; CARVALHO, M. (2013). La formación continua de professores de matemáticas através de practicas colaborativas: experiência de três universidades públicas brasileñas. In: Anais de VII Congreso Iberoamericano de Educación Matemática. Montevideo.

SHULMAN, L. S.). Those who understand: knowledge growth. Teaching Educational Researcher. 1986, v. 15, n. 2, p. 4-14.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores universitários. In: Revista Brasileira de Educação. São Paulo. 2000. n. 13, p. 5-24, jan./fev./mar./abr.

______. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes. 2002.

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

CARVALHO, M. Universidade e Escola Básica: Formação inicial e continuada de professores que ensinam matemática em espaços colaborativos. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 9, n. 16, p. 65–76, 2017. DOI: 10.31639/rbpfp.v9i16.162. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/162. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos