Formação inicial do docente universitário: uma vivência Multicampi

Autores

  • Léa das Graças Camargos Anastasiou
  • Aline Maria Peixoto Lima
  • Elena Maria Billig Mello
Abstract views: 180 / PDF downloads: 125

Palavras-chave:

Inserção à docência, Processos formativos, Programas e políticas de formação, Desafios atuais

Resumo

Muito se tem investigado e dito sobre a importância da formação inicial para a docência na Educação Superior. Muitas vivências de formação inicial e continuada têm-se efetivado no país, dentro e/ou em paralelo ao contexto das atualizações curriculares, como é o caso destas duas experiências em efetivação nos campi das instituições federais criados nos últimos anos. Para este breve artigo, estaremos revisitando aspectos de processos vivenciados até a presente data (junho de 2014) associando a fala das Pró-Reitoras de Graduação de duas instituições, uma no Recôncavo Baiano, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e outra no Pampa Gaúcho, Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Serão ainda objeto da nossa análise, as avaliações coletadas junto aos docentes participantes das oficinas de capacitação docente. O planejamento das vivências foi feito conforme solicitação e envio de determinantes das Pro-Reitorias que optaram, a partir das necessidades institucionais levantadas, em focar a revisão curricular com o atendimento aos Núcleos Docentes Estruturantes dos cursos de graduação envolvidos (UFRB) e a formação com grupos de docentes, preferencialmente em fase inicial de docência no ensino superior (UNIPAMPA), buscando efetivar o atendimento das necessidades, inicialmente levantadas, com os desafios estabelecidos pelos diversos grupos de trabalho no encontro inicial e visando, sobretudo, uma troca de experiências e saberes muito enriquecedora. Iremos pontuar alguns elementos de cada uma das instituições participantes desta vivência e focar nossa análise no depoimento dos docentes acerca, visto que esta deve ser uma primeira fase do processo de formação inicial. Destacamos a importância do acompanhamento das ações docentes, tanto para oferecer-lhes o necessário processo de continuidade das próprias expectativas na docência, quanto para diagnosticar a evolução do processo qualitativo de ensino e de aprendizagem.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

ANASTASIOU, L. das G. C.; LIMA, A. M. P.; MELLO, E. M. B. Formação inicial do docente universitário: uma vivência Multicampi. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 91–108, 2014. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/107. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos