Por uma educação não transfóbica: reconhecimento e produção de verdades trans na educação

  • Marco Antonio Torres
  • Rubens Gonzaga Modesto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP
  • Thaynara Martins da Costa de Menezes Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP
Palavras-chave: Formação docente. pessoas trans. transfobia. reconhecimento.

Resumo

Os relatos de pessoas trans sobre educação têm exposto insuficiências da formação docente que precisam ser problematizadas. No presente artigo analisamos como o discurso transfóbico impede ou dificulta extremamente a produção de inteligibilidade de formas de existência para além da cisheteronormatividade. Nossos diálogos teóricos foram realizados a partir de Judith Butler e Michel Foucault, bem como autoras trans que analisam o contexto escolar. Estas, com suas experiências, mobilizam e desenham transformações de regimes de verdade bem como podem contribuir no combate do discurso transfóbico. Por fim, destacamos um desafio posto à formação docente: aprender a deixar em aberto nossas definições sobre as sexualidades, abrindo-se às autodefinições de pessoas trans. Desse modo, nos propomos ao exercício de aprender com autoras trans sobre uma educação não transfóbica, de aprender como suas experiências podem produzir posições críticas no contexto da formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTMANN, H. Diversidade sexual e educação: desafios para a formação docente. Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana [en linea]. 2013, (13), 69-82. Disponível em: Acesso em: 15 agosto, 2019.

ANDRADE, L. N. de. Travestis na escola: assujeitamento e resistência à ordem normativa. 1. ed. Rio de Janeiro: Metanoia, 2015.

ANTRA. Associação Nacional de Travestis e Transexuais. ANTRA realiza seu 23º encontro nacional de travestis e transexuais em Tapes/RS ,2019. Disponível em:
Acesso em: 01 março, 2020.

BUTLER, J. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Tradução de Rogério Bettoni. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

CUNHA, M. I. da. Conta-me agora!: As narrativas como alternativas pedagógicas na pesquisa e no ensino. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 23, n. 1/2, p. 185-195, jan./dez. 1997. Disponível em: Acesso em: 14 abril, 2019.

FRANÇA, F. F.; CALSA, G. C. Gênero e Sexualidade na Formação Docente: desafios e possibilidades. Santa Maria, v. 24, n. 02, jul/dez 2011, p. 111-120. Disponível em: Acesso em: 11 março, 2019.

GROSSI, M. G. R.; OLIVEIRA, E. S.; SILVA, L. de C. Transexualidade na formação do professor da educação básica: desvelando a realidade brasileira. Rev. Humanidades, Fortaleza, v. 32, n. 2, p. 180-192, jul./dez. 2017. Disponível em: Acesso em: 08 abril, 2019.

FOUCAULT, M. Do governo dos vivos: Curso no Collège de France (1979-1980). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: WMFMartins Fontes, 2018a.

FOUCAULT, M. O Governo de Si e dos Outros. Curso no Collège de France. (1982-1983). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: WMFMartins Fontes, 2018b.

FOUCAULT, M. 1997. A história da sexualidade. Vol. 1: A vontade de saber. 12ª ed. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal.

FRANCO, N. Transfobia e cotidiano escolar: impactos na relação docente/discente. Revista de Educação Pública. R. Educ. Públ. Cuiabá, v. 27, n. 65/1, p. 469-486, maio/ago. 2018. Disponível em: Acesso em: 22 junho, 2019.

FRANCO, N.; CICILLINI, G. A. Universo trans e educação: construindo uma área de conhecimento. Disponível em: Acesso em: 16 setembro, 2019.

JESUS, J. G. Interlocuções teóricas do pensamento transfeminista. In: Jesus, Jaqueline Gomes. (Org.). Transfeminismo: Teorias e práticas. Rio de Janeiro: Metanoia, 2014.

LONGARAY, D.; RIBEIRO, P. R. C. Travestis e transexuais: corpos (trans)formados e produção da feminilidade. Rev. Estud. Fem., Florianópolis, v. 24, n. 3, p. 761-784, Dec. 2016. Disponível em: Acesso em: 27 junho, 2019.

MOIRA, A. O cis pelo trans. In: Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v.25, n.1, pp. 365- 373, Abr. 2017. Disponível em: Acesso em: 21 maio, 2018.

MUYLAERT, C. J. [et al]. Entrevistas narrativas: um importante recurso em pesquisa qualitativa. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 48, n. spe2, p. 184-189, Dec. 2014. Disponível em: Acesso em: 22 março, 2019.

OLIVEIRA, A. L. A. R. M. de; OLIVEIRA, G. G. S. de. Novas tentativas de controle moral da educação: conflitos sobre gênero e sexualidade no currículo e na formação docente. Educação Unisinos 22(1):16-25, janeiro-março 2018. Disponível em: Acesso em: 26 maio, 2019.

OLIVEIRA, M. R. G. de. O diabo em forma de gente: (r)existências de gays afeminados, viados e bichas pretas na educação. Editora Prismas: Curitiba. 2017.

SAFLATE, V. Dos problemas de gênero a uma teoria da despossessão necessária: ética, política e reconhecimento em Judith Butler. In: BUTLER, J. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. Tradução de Rogério Bettoni. Belo Horizonte: Autêntica, 2015, p. 173-196.

SALES, A. Travestis Brasileiras e escolas (da vida): cartografias do movimento social organizado aos gêneros nômades. CRB. Curitiba, 2019.

SANTOS, D. B. C. dos. Docências Trans*: entre a decência e a abjeção. 2017. 447f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Paraná - Curitiba, 2017.

SENELLART, M. Situação do curso. In: FOUCAULT, M. Do governo dos vivos: Curso no Collège de France (1979-1980). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: WMFMartins Fontes, 2018, p. 295-323.

SILVA, B. de B.; CERQUEIRA-SANTOS, E. Apoio e suporte social na identidade social de travestis, transexuais e transgêneros. Rev. SPAGESP, Ribeirão Preto , v. 15, n. 2, p. 27-44, dez. 2014. Disponível em: Acesso em: 14 março, 2020.

VERGUEIRO, V. Por inflexões decoloniais de corpos e identidades de gênero inconformes: uma análise autoetnográfica da cisgeneridade como normatividade. 2015. 244f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal da Bahia - Salvador, 2015.

(Xxxx, 2012) anonimato para avaliação.
Publicado
10-08-2020
Como Citar
TORRES, M. A.; GONZAGA MODESTO, R.; MARTINS DA COSTA DE MENEZES, T. Por uma educação não transfóbica: reconhecimento e produção de verdades trans na educação. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 12, n. 24, p. 121-134, 10 ago. 2020.