AS ABORDAGENS BIOGRÁFICAS EM EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR NO CONTEXTO IBERO-AMERICANO: DO INVENTÁRIO AO ENTRELAÇAMENTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31639/rbpfp.v15i33.693
Abstract views: 335 / PDF downloads: 214

Palavras-chave:

Abordagens biográficas em educação, Desenvolvimento profissional docente, Formação de professores, Ensino Superior

Resumo

Este texto objetiva inventariar as tendências, as aproximações e o entrelaçamento dos estudos sobre desenvolvimento profissional docente e as abordagens biográficas em educação, especificamente no Ensino Superior. Para tanto, o percurso metodológico da pesquisa, de natureza bibliográfica, contemplou procedimentos e movimentos de revisão sistemática e análise da produção. O artigo faz uma incursão sobre a produção acadêmica concernente, visibilizando um mapa que contempla pesquisadores/as e suas redes e universidades. Após a análise sistemática dos estudos, foram encontradas e entrelaçadas oito publicações significativas que abrangem as abordagens biográficas em educação e o desenvolvimento profissional docente. Foram priorizadas publicações caracterizadas como estado da arte, revisões sistemáticas e obras fundantes, que apontam as tendências da produção acadêmica. Tendo como referência o paradigma indiciário, foi possível recolher pistas e sinais que as produções em questão facultaram.

Downloads

Não há dados estatísticos.
 PlumX Metrics

Referências

ALHEIT, P.; DAUSIEN, B. Processo de formação e aprendizagens ao longo da vida. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 177-197, jan./abr. 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000100011

ALVES-MAZZOTTI, A. J. A revisão da bibliografia em teses e dissertações: meus tipos inesquecíveis – o retorno. In: BIANCHETTI, L.; MACHADO, A. M. N. (Org.). A Bússola do escrever: desafios estratégias na orientação de teses e dissertações. São Paulo: Cortez, 2002.

BRAGANÇA, I. F. S. Histórias de Vida e Formação de Professores: diálogos entre Brasil e Portugal. Rio de Janeiro: EDUERJ/FAPERJ, 2012. 314 p. DOI: https://doi.org/10.7476/9788575114698

BRANCHER, V. R.; OLIVEIRA, V. F. de. (Re)Simbolização da Docência: entre imaginários e saberes na defesa do protagonismo dos professores. In: BRANCHER, V. R.; OLIVEIRA, V. F. de. (Org.) Formação de Professores em Tempos de Incertezas: Imaginários, Narrativas e Processos Autoformadores. Jundiaí: Paco Editorial, 2017.

BUENO, B. O. et al. Histórias de vida e autobiografias na formação de professores e profissão docente (Brasil, 1985-2003). Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 385-410, maio/ago. 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000200013

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.

CUNHA, M. I. Pressupostos do desenvolvimento profissional docente e o assessoramento pedagógico na universidade em exame. In: CUNHA, M. I. Estratégias institucionais para o desenvolvimento profissional docente e as assessorias pedagógicas universitárias: memórias, experiências, desafios e possibilidades. Araraquara: Junqueira&Marin, 2014. p. 27-57.

DELGADO GARCÍA, M. La metodología biográfica narrativa y posibilidades en el ámbito del docente universitario. Revista Latinoamericana de Metodología de las Ciencias Sociales, v. 8, n. 2, p. e043, 2018. DOI: https://doi.org/10.24215/18537863e043

DELORY-MOMBERGER, C. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008. 147 p.

ELIAS, N. O Processo Civilizador: uma história dos costumes, v. I. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

FANFANI, E. T. La condición docente. Análisis comparado de la Argentina, Brasil, Perú y Uruguay. Buenos Aires: Siglo XXI Editores Argentina, 2007.

FERRY, G. Pedagogía de la Formación. Buenos Aires: Centro de Publicaciones Educativas y Material Didáctico, 2004.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GONZÁLEZ-MONTEAGUDO, J. El enfoque biográfico en las investigaciones sobre los profesores. Una revisión de las líneas de trabajo más relevantes. Aula Abierta, n. 68, p. 63-85, 1996.

ISAIA, S. Desenvolvimento Profissional Docente. In: MOROSINI, M. (Ed.). Enciclopédia de pedagogia universitária: glossário. v. 2. Brasília, 2006. p. 357.

LOPES, A. Las historias de vida en la formación docente: orígenes y niveles de la construcción de identidad de los profesores. In: HERNÁNDEZ, F.; SANCHO J. M.; RIVAS, J. I. (Coord.). Historias de vida Educación: Biografías en contexto. v. 4. Esbrina, Recerca. Barcelona: Universitat de Barcelona, 2011. p. 23-33.

MARCELO GARCIA, C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

MARCELO GARCIA, C. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo. Revista de Ciências da educação, Portugal, n. 8, p. 07-22, jan-abr. 2009.

MILLS, C. W. A Imaginação Sociológica. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

MILLS, C. W. Sobre o artesanato intelectual e outros ensaios. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

MOREIRA, J. S.; SOUZA, E. C. A produção acadêmica sobre formação de professores e abordagem (auto)biográfica: o que revelam dissertações e teses do PPGEDUC/UNEB (2009-2019)?. Revista Argentina de Investigación Narrativa, v. 1, n. 1, p. 51-66, 2021.

NÓVOA, A. (Coord.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, A. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. Revista Educación, Madrid, n. 350, 2009.

NÓVOA, A.; FINGER, M. (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde; Departamento dos Recursos Humanos da Saúde, 1988.

OREALC/UNESCO. Antecedentes y criterios para elaboración de políticas docentes en América Latina y el Caribe. Santiago, Chile: UNESCO, 2013.

PASSEGGI, M. C. Pierre Bourdieu: da “ilusão” à “conversão” autobiográfica. Revista da FAEEBA – Educação e contemporaneidade, Salvador, v. 23, n. 41, p. 223-235, jan./jun. 2014. DOI: https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.v23.n41.838

PASSEGGI, M. C. Narrativa, experiencia y reflexión auto-biográfica: por una epistemología del sur en educación. In: ARANGO, G. J. M. (Org.). Narrativas de experiencia en educación y pedagogía de la memoria. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Editorial de la Facultad de Filosofía y Letras Universidad de Buenos Aires, 2015. p. 103-132.

PASSEGGI, M. C. Narrativas da experiência na pesquisa-formação: do sujeito epistêmico ao sujeito biográfico. Roteiro, Joaçaba, v. 41, n. 1, p. 67-86, jan./abr. 2016. DOI: https://doi.org/10.18593/r.v41i1.9267

PASSEGGI, M.; SOUZA, E. C. O Movimento (Auto)Biográfico no Brasil: Esboço de suas Configurações no Campo Educacional. Investigación Cualitativa, 2(1), 2017. p. 6-26.

PASSEGGI, M. C. Enfoques narrativos en la investigación educativa brasileña. Revista Paradigma, v. XLI, p. 57-79, jun. 2020a. DOI: https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.0.p57-79.id929

PASSEGGI, M. C. Narrativas polifônicas na formação profissional. In: TOMASI, A.; ROMAGNOLI, R. C. (Org.). Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade. 2020b.

SANT’ANNA RAMOS VOSGERAU, D.; PAULIN ROMANOWSKI, J. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, v. 14, n. 41, p. 165-189, jul. 2014. DOI: https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.14.041.DS08

SANTOS, P. K. Estado do conhecimento - bibliografia propositiva. Vídeo-aula proferida na PUCRS, Porto Alegre (RS), maio 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jLCR9hZiU_o&feature=youtu.be. Acesso em: 15 jun. 2020.

SUÁREZ, D. H. Espacio (auto)biográfico, investigación educativa y formación docente en Argentina: un mapa imperfecto de un territorio en expansión. RMIE, v. 19, n. 62, p. 763-786, 2014.

VEIGA, I. P. Educação superior: políticas educacionais, currículo e docência. Curitiba: CRV, 2016.

ZABALZA, M. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Downloads

Publicado

2023-09-28

Como Citar

ARENHALDT, R.; PIMENTEL, Álamo; OLIVEIRA, V. F. de. AS ABORDAGENS BIOGRÁFICAS EM EDUCAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR NO CONTEXTO IBERO-AMERICANO: DO INVENTÁRIO AO ENTRELAÇAMENTO. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 15, n. 33, p. 31–45, 2023. DOI: 10.31639/rbpfp.v15i33.693. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/693. Acesso em: 13 jul. 2024.