CONSCIÊNCIA CRÍTICA E CONTEXTO EDUCACIONAL BRASILEIRO EM DIÁLOGO COM FREIRE E VIGOTSKI

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31639/rbpfp.v16.i35.e752
Abstract views: 99 / PDF downloads: 66

Palavras-chave:

Consciência Crítica, Paulo Freire, Vigotski, Formação de Professores, Escola Pública

Resumo

Este ensaio aborda a importância da consciência crítica como base epistemológica na formação de professores, conforme delineada por Paulo Freire e Vigotski, e a apresenta como essencial para desafiar o atual modelo educacional ideológico-neotecnicista que tem impactado a educação pública, comprometendo seu papel como direito social e promotor de igualdade. Integrando as teorias educacionais e psicológicas desses autores, o texto explora o desenvolvimento da consciência crítica nos educadores, fundamentado nos princípios epistemológicos e ontológicos da filosofia marxista. A consciência crítica é destacada como uma ferramenta revolucionária, portanto o ensaio propõe uma formação docente que seja verdadeiramente emancipatória, comprometida com a transformação tanto dos indivíduos quanto da sociedade e que se desdobre numa prática pedagógica que transcenda a adaptação a demandas superficiais e imediatas. O propósito é evidenciar, no campo da formação de professores, como a consciência crítica pode ser cultivada e como é vital para a promoção de uma educação que visa à emancipação humana e à construção de uma sociedade mais justa, democrática, ética e equitativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
 PlumX Metrics

Referências

ANDRÉ, Marli. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 174-181, set./dez. 2010. Acesso em: 16 Jan. 2024.

ANFOPE. Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação. Documento orientador do XXI Encontro Nacional da Anfope – Por uma Política Nacional de Formação e Valorização dos Profissionais da Educação. Brasília, 2023. Disponível em https://www.anfope.org.br/wp-content/uploads/2023/07/Documento-ENANFOPE-final2023.pdf . Acesso em: 15 de fev. De 2024.

AGUIAR, Marcia Angela S. Políticas de Educação em Questão: retrocessos, desafios e perspectivas.Revista Retratos da Escola, Brasília, 14(30), 619-621, set./dez. 2020. Acesso em: 14 Dez. 2023.

CNTE C. N. dos T. em Educação (2018). Consequências práticas da BNCC e da reforma do ensino médio. Retratos Da Escola, Brasília, 12(23), 913–925. https://doi.org/10.22420/rde.v12i23.901 DOI: https://doi.org/10.22420/rde.v12i23.901

CURADO-SILVA, Katia Curado Pinheiro Cordeiro da. Epistemologia da práxis na formação de professores: perspectiva crítico-emancipadora. Revista de Ciências Humanas - Educação, v. 18, p. 15, 2017. Disponível em http://revistas.fw.uri.br/index.php/revistadech/article/view/2468/2545. Acesso em: 14 Dez. 2023

DUARTE. Newton. O debate contemporâneo das teorias pedagógicas.In: MARTINS, Lígia Márcia, DUARTE, Newton (orgs.). Formação de professores: limites contemporâneos e alternativas necessárias. São Paulo : Cultura Acadêmica, 2010.

FERNANDES, Sabrina. Pedagogia crítica como práxis marxista humanista: perspectivas sobre solidariedade, opressão e revolução. Educ. Soc., Campinas, v. 37, no. 135, p.481-496, abr.-jun., 2016. Disponível em https://www.scielo.br/j/es/a/4vSnkJhLd4wMzJjNFDdfxLK/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 14 Dez. 2023 DOI: https://doi.org/10.1590/ES0101-73302016140795

FREIRE, Paulo. A Educação na Cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

FREIRE, Paulo. Conscientização Teoria e Prática da Libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3ª. ed. São Paulo: Centauro, 2001.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Escola pública brasileira na atualidade: lições da história. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval; NASCIMENTO, Maria Isabel Moura. A escola pública no Brasil: história e historiografia. Campinas: Autores Associados, 2005.

JACINTHO-SOUZA. Robinson Jacintho de. Consciência e educação emancipatória: investigação de quais os sentidos e significados de educação e formação conduzem a prática profissional do docente do ensino superior privado / Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Paulo, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Guarulhos, 2014.

KRENAK, Ailton. A Vida não é útil. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

LAVAL, Christian. A escola não é uma empresa. São Paulo, Boitempo, 2019.

MARTINS, Lígia Márcia. O legado do século XX para a formação de professores.In: MARTINS, Lígia Márcia, DUARTE, Newton (orgs.). Formação de professores: limites contemporâneos e alternativas necessárias. São Paulo : Cultura Acadêmica, 2010. DOI: https://doi.org/10.7476/9788579831034

MEIRA, Marisa Eugênica Melillo; FACCI, Marilda Gonçalves Dias. Psicologia Histórico-cultural: contribuições para o encontro entre a subjetividade e a educação. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007.

PRADO, Eleutério F. S. Capitalismo no século XXI: ocaso por meio de eventos catastróficos. 1ª. Ed. São Paulo: SP: CEFA Editorial, 2023.

PRESTES, Zoia. Quando não é quase a mesma coisa. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SAVIANI. Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 5 ed. – Campinas, SP: Autores Associados, 2019.

SILVA, Renan Antônio da. Educação Falha ou indisponível. In: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC, 2018. Disponível em http://portal.sbpcnet.org.br/eventos/29ra/. Acesso em: 14Dez. 2023

SILVA JÚNIOR, C. A. Construção de um espaço público de formação. In: SILVA JÚNIOR et al (orgs.). Por uma revolução no campo da Formação de Professores. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

SILVESTRE, Magali Aparecida. Estágios na formação de professores como enfrentamento dos desafios do século XXI.IN: PANIAGO, Rosenilde Nogueira et al. [Orgs.]. II Seminário Internacional de Formação de Professores. Formação de Professores e Didática em tempos de pandemia. Vol. 1. São Carlos: Pedro & João Editores, 2021.

TOASSA, Gisele. Conceito de Consciência em Vigotski. Psicologia USP, 2006, 17(2), 59-83. Disponível em https://www.revistas.usp.br/psicousp/article/view/41891/45559. Acesso em: 14 Dez. 2023 DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-65642006000200004

TULESKI, Silvano Calvo. Vigotski: a construção de uma psicologia marxista. 2ed. Maringá: Eduem, 2008.

VIGOTSKI, L. S. 1896-1934. Teoria e método em Psicologia. Terceira Edição. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2ª. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 6 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

Downloads

Publicado

2024-06-06

Como Citar

JACINTHO DE SOUZA, R.; APARECIDA SILVESTRE, M. CONSCIÊNCIA CRÍTICA E CONTEXTO EDUCACIONAL BRASILEIRO EM DIÁLOGO COM FREIRE E VIGOTSKI. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 16, n. 35, p. e752, 2024. DOI: 10.31639/rbpfp.v16.i35.e752. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/e752. Acesso em: 22 jun. 2024.