A formação de professores para a educação inclusiva de alunos com deficiências a partir da literatura

  • Suelen Aparecida Felicetti Universidade Estadual de Londrina
  • Irinéa de Lourdes Batista Universidade Estadual de Londrina

Resumo

Os professores de diferentes níveis de ensino nem sempre estão preparados para lidar com as especificidades de aprendizagem evidenciadas na Educação Inclusiva (EI ) de alunos com deficiências. A compreensão desta afirmação leva a questionar: como acontecem as discussões dos processos de formação inicial e em serviço com os professores voltados à educação por esta perspectiva? Para responder à problemática objetivou-se compreender, com base na literatura, como está sendo discutida a formação docente voltada à EI de alunos com deficiências. Realizou-se uma revisão da literatura a respeito da formação por esta perspectiva, a qual forneceu materiais para abordar algumas tendências, relacionadas com a compreensão de EI, os objetivos da formação, orientações para tal procedimento e dificuldades encontradas. Evidenciou-se que existe preocupação em formar professores pra consolidar a inclusão, ação que representa uma maneira de fortalecê-la frente aos alunos com deficiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irinéa de Lourdes Batista, Universidade Estadual de Londrina

Graduada em Física, modalidade Licenciatura, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), mestre em Ensino de Ciências (Modalidade Física e Química) pela Universidade de São Paulo (1992), doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo/ Université Paris VII (1999), com pós-doutorado em Ciência, Tecnologia e Sociedade no Massachusetts Institute of Technologie (MIT), no período de 2009/10. Atualmente é Professora Associada no Departamento de Física da Universidade Estadual de Londrina (UEL), atuando nos cursos de graduação em Física, de especilaização em Ensino de Física e em História e Filosofia da Ciência, e no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado e Mestrado) em Ensino de Ciências e Educação Matemática (PECEM). Atuou como professora visitante na Université de la Bretagne Occidentale - Brest (2012) e na Universidad de Chile (2013). É membro da coordenação do Programa de Stricto Sensu/PECEM/UEL. Foi coordenadora do Colegiado Geral de Programas de Pós Graduação em Stricto Sensu da UEL, membro da Câmara de Pós Graduação e do CEPE, do Conselho de Interação Universidade e Sociedade e do Conselho Universitário da UEL. É pesquisadora nas interfaces disciplinares de Física/História e Filosofia da Ciência/ Educação em Ciências e Matemática, nos seguintes temas: Formação de professores e Aprendizagem em Ciências (Física, Biologia e Química) e Matemática; História e Filosofia da Física; História e Filosofia das Ciências; Interdisciplinaridade, Complexidade, Questões de Gênero e Ensino de Ciências e Matemática.

Referências

AINSCOW, Mel. Tornar a educação inclusiva: Como essa tarefa deve ser conceituada? IN: Tornar a educação inclusiva / organizado por Osmar Fávero, Windyz Ferreira, Timothy Ireland e Débora Barreiros. – Brasília: UNESCO, 2009.

BASSO, Sabrina Pereira Soares. Cursos de licenciatura na área de ciências: a temática inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais. 2015. 130 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Educação Para A Ciência, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2015. Disponível em: . Acesso em: 22 jan. 2019.

BAZON, Fernanda Vilhena Mafra et al. A formação inicial de professores para a educação in/exclusiva. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 13, n. 30, p. 130-156, 2015.

CHAMBAL, Luís Alfredo; BUENO, José Geraldo Silveira. A formação de professores na perspectiva da educação inclusiva em Moçambique: uma perspectiva crítica. Cadernos CEDES, v. 34, 2014.

ESCUDERO, Juan M.; MARTÍNEZ, Begoña. Educación inclusiva y cambio escolar. Revista iberoamericana de educación, v. 55, p. 85-105, 2011.

FERREIRA, Windyz B. Entendendo a discriminação contra estudantes com deficiência na escola. IN: Tornar a educação inclusiva / organizado por Osmar Fávero, Windyz Ferreira, Timothy Ireland e Débora Barreiros. – Brasília: UNESCO, 2009

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HEREDERO, Eladio Sebastian. A escola inclusiva e estratégias para fazer frente a ela: as adaptações curriculares. Acta Scientiarum. Education, v. 32, n. 2, 2010, p. 193-208.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

KASSAR, Mônica de Carvalho Magalhães. A formação de professores para a educação inclusiva e os possíveis impactos na escolarização de alunos com deficiências. Cadernos CEDES, Campinas, v. 34, n. 93, p. 207-224, 2014.

LOPES, Jéssica Fernanda; CAPELLINI, Vera Lúcia Messias Fialho. Escola Inclusiva: um estudo sobre a infraestrutura escolar e a interação entre os alunos com e sem deficiência. Cadernos de Pesquisa em Educação, v. 20, n. 42, 2015.

MANTOAN, Maria Eglér. Igualdade e diferenças na escola: como andar no fio da navalha. In: ARANTES, Valéria Amorim (Org.). Inclusão escolar: Pontos e Contrapontos. São Paulo: Summus, 2006. p. 15-29.

MINETTO, Maria de Fátima. Currículo na educação inclusiva: entendendo esse desafio. 2. ed. Curitiba: Ibpex, 2008. 135 p.

NÓVOA, António. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, António. Os professores e sua formação. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, p.139-158, 1992.

NUNES, Camila Almada. A formação continuada do docente para atuar na perspectiva da inclusão: a busca de contribuições para a prática pedagógica do professor da escola regular. 2014. 162 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2014.

PEREIRA, Lidiane de Lemos Soares et al. Trajetória da formação de professores de ciências para educação inclusiva em Goiás, Brasil, sob a ótica de participantes de uma rede colaborativa. Ciência & Educação, v. 21, n. 2, p. 473-491, 2015.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: saberes da docência e identidade do professor. Revista da Faculdade de Educação, v. 22, n. 2, p. 72-89, 1996.

PIOVESAN, Josiane Bertoldo et. al. A formação do professor na sala de aula: atitude frente à pessoa com deficiência. Revista Educação, Artes e Inclusão, v. 15, n. 4, 2019, p. 230-250.

PLETSCH, Márcia Denise. A formação de professores para a educação inclusiva: legislação, diretrizes políticas e resultados de pesquisa. Educar em Revista, v. 25, n. 33, p. 143-156, 2009.

PRIETO, Rosângela Gavioli. Atendimento escolar de alunos com necessidades educacionais especiais: um olhar sobre as políticas de educação no Brasil. In: ARANTES, Valéria Amorim (Org.). Inclusão Escolar: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2006. Cap. 3. p. 31-69.

RODRIGUES, David. Educação inclusiva: mais qualidade à diversidade. In: RODRIGUES, David; KREBS, Ruy; FREITAS, Soraia Napoleão (Org.). Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais. Santa Maria: Editora UFSM, 2005. Cap. 2. p. 45-64.

SOUZA, Márcia Cristina de. Contextos educacionais inclusivos de alunos surdos: ações frente à realidade inclusiva de professores de matemática da educação básica. 2013. 2012 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação, em Ensino de Ciências e Educação Matemática, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2013.

VILELA-RIBEIRO, Eveline Borges; BENITE, Anna Maria Canavarro. Alfabetização científica e educação inclusiva no discurso de professores formadores de professores de ciências. Ciência & Educação, v. 19, n. 3, p. 781-794, 2013.

VILELA-RIBEIRO, Eveline Borges; BENITE, Anna Maria Canavarro. Sobre a educação inclusiva na formação de professores de Ciências: a tessitura dos currículos praticados. Acta Scientiarum, v. 33, n. 2, p. 239-245, 2011.

VITALIANO, C. R; VALENTE, Silvia Maria Pasello. A formação de professores reflexivos como condição necessária para inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. In: Formação de professores para inclusão de alunos com Necessidades Educacionais Especiais. Célia Regina Vitaliano (Org.). Londrina: Eduel, 2010, p. 22-38.
Publicado
28-07-2020
Como Citar
FELICETTI, S. A.; BATISTA, I. DE L. A formação de professores para a educação inclusiva de alunos com deficiências a partir da literatura. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 12, n. 24, p. 165-180, 28 jul. 2020.