Pesquisa em rede e a formação do pesquisador em educação: uma experiência do Observatório da Educação (Obeduc) UECE/UFOP/UNIFESP

Autores

  • Isabel Maria Sabino de Farias UECE
  • José Rubens Lima Jardilino UFOP
  • Magali Aparecida Silvestre UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.31639/rbpfp.v9i16.165
Abstract views: 507 / PDF downloads: 534

Palavras-chave:

Formação de Professor, Rede de Pesquisa/Formação, Professor pesquisador

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão sobre a contribuição da Pesquisa em Rede para a formação do professor pesquisador em Educação. Teve como apoio o financiamento do Programa Observatório da Educação – OBEDUC/CAPES1, iniciativa que promove, de modo integrado, a produção de conhecimento sobre a Educação Básica e a formação do pesquisador dessa área. É uma iniciativa com forte potencial indutor da melhoria da formação do professor, tendo como esteio o princípio da aproximação e da interlocução universidade e escola pública. Igualmente, representa ação que favorece a sistematização de conhecimentos de temas e pontos pulsantes na cena educativa nacional escolar, a exemplo do desenvolvimento dos professores e da inovação nas práticas de ensino. A reflexão aqui posta faz considerações sobre a relevância da pesquisa na formação de professores, registrando depoimentos de docentes da Educação Básica participantes de investigação em rede e a relevância em termos de formação continuada e os respectivos impactos no desenvolvimento profissional dos professores da Escola Básica, participantes da pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
 PlumX Metrics

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Práticas inovadoras na formação de professores. Campinas, São Paulo: Papirus, 2016.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de; PESCE, Marly Krüger de. A formação do professor pesquisador na perspectiva do professor formador. Formação Docente, vol. 04, nº 07, jul./dez., 2012.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de.. Ensinar a pesquisar. Como e para quê? In: Anais do ENDIPE. Recife, 2006, p. 221-234.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Pesquisa, formação e prática docente. In: _________. (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 5ª ed. Campinas, São Paulo: Papirus, 2006a, p.55-69.

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de.. O papel mediador da pesquisa no ensino da didática. In: _________; OLIVEIRA, M. R. (Orgs.). Alternativas do ensino da Didática. Campinas, São Paulo: Papirus, 1997, p.1936.

BRASIL. CNE. Resolução CNE/CP nº1, de 18 de fevereiro de 2002. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2002.

BRASIL.. CNE. Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, 2015.

BRASIL. CAPES. DEB. Relatório de gestão PIBID 2009 – 2013. Brasília, 2013.

BRZEZINSKI, Iria. A formação e a carreira de profissionais da educação na LDB nº 9.394/96: possibilidades e perplexidades. In: _______ (Org.). LDB interpretada: diversos olhares se entrecruzam. 10ª ed., São Paulo: Cortez, 2005, 141-158

CLÍMACO, João Carlos Teatini de Souza; NEVES, Carmen Moreira de Castro; LIMA, Bruno Fernandes Zenobio de. Ações da Capes para a formação e a valorização dos professores da Educação Básica do Brasil e sua interação com a pós-graduação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v.9, nº 16, abril. Brasília, CAPES, 2012, p. 181-209.

COCHRAN-SMITH, Marilyn; LYTLE, L. Susan. Relations hipsof knowledge and practice: teacher learning in communities Sage Journals online. Reviewof Research in Education, Jan. 1999. Disponível em: Acesso em: 15 jul. 2011.

DEMO, Pedro. Pesquisa: principio científico e educativo. 12ª ed. São Paulo: Cortez ed. 2006.

DOURADO, Luis Fernando. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial e continuada dos pro-fissionais do magistério da Educação Básica: concepções e desafios. Educação & Sociedade, Campinas, v. 36, nº. 131, p. 299-324, abr.-jun., 2015.

MORIN, Edgar. Ciências com Consciência.Publicações Europa-América, abril de 1994

FARIAS, Isabel Maria Sabino de, JARDILINO, José Rubens Lima; SILVESTRE, Magali Aparecida. Aprender a ser professor: aportes de pesquisa sobre o PIBID. Jundiaí: Paco, 2015.

FARIAS, Isabel Maria Sabino de, JARDILINO, José Rubens Lima; SILVESTRE, Magali Aparecida. Contribuições do OBEDUC como pesquisa em rede para a formação do professor. Revista Educação Matemática em Foco, Paraíba, vol. 5, nº 1, jan/jun. 2016, p. 13-29.

GALIAZZI, Maria do Carmo; MORAES, Roque. Educação pela pesquisa como modo, tempo e espaço de qualificação da formação de professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 8, n. 2, 2002.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia e Banco de Dados da Língua Portuguesa S/C Ltda. 1ª Ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

LATOUR, B. Ciência em Ação. Como seguir cientistas e engenheiros sociedade afora. São Paulo, UNESP, 2000.

LÜDKE, Menga. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. In: ANDRÉ, Marli. (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. 5ª ed., Campinas: Papirus, 2006.

LÜDKE, Menga. O professor, seu saber e sua pesquisa. Educação & Sociedade, Campinas: Unicamp, v. 22, n. 74, p. 77-96, abr. 2001.

CASTELL, Manuel. Sociedade em Rede. Lisboa: Fundaçao Calouste Gulbenkian, 2002

CASTELL, MANUEL. The Rise of the Network society. London: John Wiley & SONS, 2005

McLUHAN, Marshall. A Galáxia de Gutemberg. A formação do homem tipográfico. Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1972

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18ª ed., Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes,1994.

RAUSCH, Rita Buzzi. Professor-pesquisador: concepções e práticas de mestres que atuam na educação básica. In. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 12, n. 37, p. 701-717, set./dez. 2012

SEVERINO, A.J. Competência técnica e sensibilidade ético-politica: O desafio da formação de professores. Cadernos FEDEP. Fórum de Defesa da Escola Pública. São Paulo, n.1, p.10-23. 2002

ZEICHNER, K. M. Para além da divisão entre professor-pesquisador e pesquisador acadêmico. In: GERALDI, C. M. G. et al. Cartografias do Trabalho Docente: professor(a) pesquisador(a). 1ª. Reimpressão. Campinas, São Paulo: Mercado das Letras; Associação de Leitura do Brasil – ALB, 2000, p. 207-236

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

FARIAS, I. M. S. de; JARDILINO, J. R. L.; SILVESTRE, M. A. Pesquisa em rede e a formação do pesquisador em educação: uma experiência do Observatório da Educação (Obeduc) UECE/UFOP/UNIFESP. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, [S. l.], v. 9, n. 16, p. 109–122, 2017. DOI: 10.31639/rbpfp.v9i16.165. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/165. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>